Apresentação

 

Nos termos do Estatuto da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, a NOVA Direito, foi criada para constituir “um polo inovador no desenvolvimento da ciência jurídica e no ensino do direito em Portugal, mediante o progresso da investigação, a lecionação de novas disciplinas e o uso de métodos pedagógicos inovadores, com o objetivo de dar resposta às novas exigências de formação”.

Diante desta mutação do Direito e da sociedade, a NOVA Direito tem como objetivo abrir-se “à sociedade, aos novos ramos do direito e às demais ciências sociais”, prestando uma especial atenção à evolução contemporânea da vida pública e aos seus novos problemas.

Não sendo as questões de género problemas novos, mas considerando a sua importância na contemporaneidade, a Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, em parceria com a Associação Mulheres sem Fronteiras e com apoio financeiro do Camões Instituto da Cooperação e da Língua, almeja fomentar o diálogo com a sociedade civil, de modo a criar uma parceria de modo que a teoria e a prática contribuam para os esforços do desenvolvimento sustentável através do debate de questões ligadas ao género e à mobilidade.

Por esta razão, a Conferência “Igualdade de Género e Mobilidade: Desafios e oportunidades para o Desenvolvimento na Lusofonia”, que terá lugar nos dias 07 e 08 de março de 2019, na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, apresenta um programa transdisciplinar, transcultural e lusófono. Especialistas em estudos de género e das migrações, da Academia e de outras representações da Sociedade Civil, estarão juntos em painéis de discussão, bem como num workshop sobre “as questões de género e o desenvolvimento”, a fim de que todos/as possam refletir sobre a Igualdade de Género no espaço da Lusofonia.

Os resultados dos dois dias de trabalho e intercâmbio de conhecimento em português sobre questões de género e mobilidade no mundo lusófono darão origem a publicação de um livro, que será um manual de recomendações para o desenvolvimento sustentável através da igualdade de género e da mobilidade.